sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Gravando o Openindiana num pendrive, via terminal linux

A dica de hoje explica como gravar o Openindiana num pendrive, utilizando um terminal linux. Mostrarei o meu método, mas pode haver outros igualmente bons. Fique a vontade para escolher.

Em primeiro lugar, baixe a imagem na versão desejada. Neste momento, baixe a 2016.10 no site do projeto, o que não será visto aqui. Escolhi a OI-hipster-gui-20161030.usb.

Quando testo uma distro nova, faço-o sempre num pendrive formatado em ntfs, via gparted, pois não dá erro nesta ferramenta. Mas você pode escolher qualquer formato de arquivo, apenas evite o fat32, pois dá muito erro na formatação gráfica.

Terminada a formatação pelo gparted, desconecte o pendrive da porta USB, espere 10 segundos e conecte-o novamente. Você terá de descobrir se ele é um dispositivo /dev/sda, sdb etc, com o seguinte comando (como root):

UBUNTU E DERIVADAS
$ sudo fdisk -l

OUTRAS DISTROS
$ su - [ENTER]
# fdisk -l

Disk /dev/sdb: 7,5 GiB, 8054112256 bytes, 15730688 sectors
Units: sectors of 1 * 512 = 512 bytes
Sector size (logical/physical): 512 bytes / 512 bytes
I/O size (minimum/optimal): 512 bytes / 512 bytes
Disklabel type: dos
Disk identifier: 0xa5b42618

Dispositivo Inicializar Start Fim Setores Size Id Tipo
/dev/sdb1 2048 15730687 15728640  7,5G  7 HPFS/NTFS/exFAT

Agora rode os comandos abaixo, na ordem:

UBUNTU E DERIVADAS
$ sudo umount /dev/sdb1
$ sudo dd if=OI-hipster-gui-20161030.usb of=/dev/sdb

OUTRAS DISTRIBUIÇÕES
$ su - [ENTER]
# umount /dev/sdb1
# dd if=OI-hipster-gui-20161030.usb of=/dev/sdb
# exit

Pronto. Reinicie seu computador e dê boot pelo pendrive. Daí pra frente é com você.

Até a próxima dica!
;-))

2 comentários:

  1. Legal ... só uma dúvida: não seria necessário setar o boot, pelo gparted?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. testei duas vezes aqui e funcionou normalmente. não precisou de mais nada.

      Excluir