sábado, 15 de março de 2014

Instalando o copy cloud storage no KDE 4.X

Além do ubuntu one e dropbox, há um novo serviço de cloud storage com cliente linux, o copy. Oferece 15GB livres, muito mais que os outros. E hoje vamos explicar como instalá-lo no kubuntu. Creio ser compatível com outras distros.

Vá até o site do copy, cadastre-se e baixe o cliente para seu pinguim:





Clique com o botão direito do mouse no arquivo baixado e descompacte-o:




Entre na pasta "copy" e veja que tem 3 pastas, para ARM, i386 e x86_64. No meu caso, escolhi a segunda, para 32 bits:


Delete os demais arquivos e abra um terminal onde está a pasta escolhida, usando o botão direito do mouse:


Vamos renomeá-la para "copy" e movê-la para a pasta /opt, indo em seguida para dentro dela no novo local. Use os comando abaixo:

$ mv i386 copy
$ sudo mv copy /opt
$ cd /opt/copy





Veja que na última foto mostro que o copy vem com as bibliotecas Qt próprias, tornando--o independente da interface gráfica.

Agora rode os comandos abaixo para que os executáveis fiquem disponíveis no PATH do sistema. Não é obrigatório mas facilita muito. Lembre-se que estamos em /opt/copy:

$ sudo ln -s /opt/copy/CopyAgent /usr/local/bin/copy
$ sudo ln -s /opt/copy/CopyAgent /usr/local/bin/CopyAgent
$ sudo ln -s /opt/copy/CopyCmd /usr/local/bin/CopyCmd
$ sudo ln -s /opt/copy/CopyConsole /usr/local/bin/CopyConsole


Agora vá para seu /home e chame o programa:

$ cd + [ENTER]
$ copy


Faça login no cliente, e opte pela pasta padrão em seu /home ou escolha uma outra qualquer. No meu caso, desejei compartilhar a mesma pasta que o Dropbox, para ter redundância no serviço. Faça como desejar:







Aparecerá o ícone do cloud storage na barra inferior, indicando que a sincronização iniciou:



Depois que a sincronização terminar, feche o terminal que estava usando e reinicie a interface gráfica para que o programa fique ativo por padrão.

Ajustes no serviço você faz digitando:

$ copy --help

Ou então clicando sobre o ícone na bandeja, com o botão direito do mouse:


As opções estão disponíveis nas abas abaixo, devidamente organizadas:






Instalei-o do mesmo modo no ubuntu-gnome e funcionou perfeitamente. Creio que não haverá problemas com outras interfaces baseadas em GTK+, como xfce e lxde.


No Ubuntu também não houve novidade:


Até a próxima dica!
;-))

12 comentários:

  1. Rapaz, olha só: Em termos de "uma pasta com uns mil arquivos?" Onde você a quer disponibilizar, para que a pessoa possa escolher o que quer baixar? Aqui comigo, só aparecem até uns 40º, 50º e isso em pastas com mais de 800 arquivos...!!! Poxa que negócio estranho. Já me informei e soube que de fato isso havia acontecido com o COPY, mas quem me passou essa informação disse que isso era um "erro do passado", que há muito tempo isso não ocorria mais não. Maaaaaaas... ocorreu comigo. (Ou melhor; está ocorrendo... !!). Não consigo enviar nenhuma pasta cujos arquivos totalizem mais de 50 arquivos dentro da tal pasta. Já fiz diversos testes e naaaaada feito. E olha que tenho pastas com 600... 900... 1100 arquivos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João, não passei por esse problema nem sei como resolvê-lo. Certifique-se que o espaço de armazenamento não foi atingido. Dependendo do que disponibiliza, pode acontecer.

      Você pode tentar o dropbox:

      $ sudo apt-get install nautilus-dropbox
      $ dropbox start -i

      serve para qualquer interface gráfica.

      Excluir
  2. O meu não aparece o ícone na tray ... aparece apenas o desenho de uma folha em branco. Sabe como resolver isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tive de deletar o .copy no meu home e reconectar na interface gráfica, que o ícone apareceu. Tente este passo.

      Excluir
    2. Aqui para mim continua sem exibir o ícone na tray.

      uso debian com KDE.

      Excluir
    3. instale os pacotes libappindicator-1 e libappindicator-3-1, delete o copy e chame o executável como usuário normal. deve dar certo.

      Excluir
    4. Consegui resolver o problema "parcialmente". Descobri que se eu executar como root, o ícone é exibido normalmente...

      como fazer para que eu possa usá-lo como usuário comum?

      Excluir
  3. vá para /home/seu_login/.copy e veja se os icones estão na pasta. se n estiverem, vá em /root/.copy e copie-os para seu copy, ajustando as permissões.

    vejamos se funfa.

    ResponderExcluir
  4. Antonio,

    Desculpe a grande demora em vir aqui postar. Bem, eu verifiquei minha pasta do root e não há qualquer ícone dentro dessa pasta.

    O que eu estou achando estranho é que o aplicativo funciona normalmente se eu rodar como root. Tenho suspeitas de que se trata de problema de permissões, mas não sei como resolver.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1) eu coloquei a pasta copy em /opt, com minhas permissões.

      2) editei o arquivo /etc/environment e coloquei o diretório "/opt/copy" no patch do sistema.

      3) chamei "copy" no terminal, como usuário comum, e criou um arquivo em $HOME/.config/autostart/CopyAgent.desktop, que inicia o aplicativo no login do KDE ou gnome.

      o arquivo oculto .copy deve ficar no seu diretório, e não no root.

      Excluir
  5. No processo de instalação, segui seu passo-a-passo.

    No Kubuntu, o ícone é exibido normalmente na bandeja do sistema ao rodar o comando "copy" como usuário normal.

    No Debian com KDE, por outro lado, o ícone é exibido apenas quando rodo o "copy" como root.

    Coloquei o diretório /opt/copy dentro do /etc/environment, mas acho que não era necessário já que o comando é executado "normalmente" quando simplesmente digito "copy".

    Qual arquivo ".copy" você está dizendo? é um arquivo ou uma pasta? Aqui aparece uma pasta .copy no root e uma no usuário comum

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1) é necessário colocar "/opt/copy" no environment pois ele não pertence ao $PATH do seu linx.

      2) se usar o KDE no debian, faça no terminal:

      $ kdesudo konsole

      no terminal como root, faça:

      # rm -rf /root/.copy

      não se esqueça do ponto no copy, pois é um arquivo oculto.

      3) o arquivo de configuração deve estar em /home/seu_login/.copy e não no /root. O "copy" deve ser iniciado como usuário comum.

      4) faça tb:

      $ sudo chown seu_login.seu_login /home/seu_login/*
      $ sudo chown seu_login.seu_login /home/seu_login/.*

      para corrigir as permissões no seu home.

      Excluir