domingo, 21 de dezembro de 2014

Convertendo entre arquivos *.img e *.iso no linux

Vai uma dica que descobri no susto: como converter um arquivo *.img em *.iso. Usei o comando dd e deu certo.

Pode-se usá-lo para fazer uma cópia de uma mídia ou HD ou partição. Podemos também converter entre os formatos acima. Para isso faça, no terminal:

$ dd if=origem-da_imagem.img of=destino_da_imagem.iso

ou

$ dd if=/home/antonio/arquivo.img of=/home/antonio/arquivo.iso

Confira o resultado final checando o md5 dos mesmos (exemplo):

$ md5sum arquivo.img
302f51dff914bfa71268ed57778fe2a6 arquivo.img

$ md5sum arquivo.iso
302f51dff914bfa71268ed57778fe2a6 arquivo.iso

Até a próxima dica!
;-))

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Desabilitando o google-chrome no kwallet

Na dica de hoje vou explicar com desabilitar o google-chrome no kwallet, o gerenciador de senhas do KDE4.

O kwallet é o responsável pelo armazenamento centralizado de senhas, com cripgrafia, chamados de "carteiras".

O google-chrome pode usá-lo para o armazenamento destes dados para login, necessitando-se de digitar a senha do kwallet cada vez que se abre o browser:


Isso é uma chateação sem fim e, como não há uma forma padrão para se resolver o problema, vai a dica que serviu para mim, depois de muito pesquisar na internet.

Abra um terminal e, com seu editor de texto preferido, edite o arquivo kwalletrc como mostro a seguir:

$ nano ~/.kde/share/config/kwalletrc

Acrescente a parte em vermelho, relacionada ao navegador google-chrome:

ANTES
[Auto Allow]
kdewallet=kwalletmanager,Gerenciador de carteiras do KDE

[Auto Deny]
kdewallet=
(...)


DEPOIS
[Auto Allow]
kdewallet=kwalletmanager,Gerenciador de carteiras do KDE

[Auto Deny]
kdewallet=Google Chrome
(...)

Salve a alteração realizada e, no mesmo terminal, reinicie o daemon kwalletd, que roda em segundo plano no KDE4:

$ killall -9 kwalletd

O que fizemos foi permitir que o google-chrome acesse a carteira do kwallet sem necessidade de digitar a senha deste. Se você é o único usuário de seu computador, não há nada demais neste procedimento.

Até a próxima dica!
;-))

Obs: esta dica foi traduzida daqui.